Archive for the ‘[Informação]’ Category

Achei este artigo interessante, vou partilhá-lo aqui com vocês….

Muitos donos procuram um cão de guarda para se sentirem protegidos na sua casa. Seleccionados ao longo de séculos para guardar território e proteger os donos, os cães de guarda parecem ser a opção ideal para manter os intrusos afastados, mas, na verdade, ainda há muitos conceitos por desmistificar.

Cão de Guarda vs Cão de Alerta

Existem algumas diferenças entre cães de guarda e cães de alerta. Os cães de alerta são animais que na presença de intrusos, ladram, dando sinal ao dono. A grande maioria destes cães não são contudo capazes de defender o território ou pessoa, uma vez são geralmente pequenos e podem ser facilmente dominados.

Os cães de guarda são cães que pela sua desconfiança em relação a estranhos e pelo seu porte, fazem frente a intrusos, impedindo fisicamente, recorrendo a métodos diferentes, a entrada deste no território que guarda.

Existem contudo cães de guarda que são também cães de alarme, por terem um porte significativo e por serem bastante vocais.

Em alguns casos, um cão de alarme é suficiente para proteger um apartamento, moradia, quintal ou mesmo um território mais vasto, desde que o intruso não consiga identificar o tipo de cão que ladra. Esta identificação tem de ser visual, pois o tom de voz dos cães não permite uma identificação clara do porte. Ou seja, existem cães pequenos com uma “voz grossa” e cães de porte maior, que possam emitir um som mais agudo.

Cão de Guarda vs Sistema de Alarme

Um cão de guarda só deve ser adquirido se desejar um novo membro na família. Se apenas necessita de proteger o perímetro de determinado local, está melhor servido com um sistema de alarme que a longo prazo se torna mesmo mais económico (não há contas do veterinário, ração, treino, etc.).

Os cães de guarda necessitam de interacção com o dono. Apesar da função dos cães de guarda os tornar diferentes dos cães de companhia, a verdade é que um cão precisa sempre do dono. Ou seja, se o cão tiver acesso a um espaço limitado, este tem de ser passeado. Mesmo os cães de guarda gostam de brincar com o dono e nem mesmo os mais independentes dispensam tempo com a família.

Mais Aqui…

Fonte: arcadenoe.sapo

Anúncios

Cabo Verde perdeu a sua diva

Posted: 17 de Dezembro de 2011 in [Informação], [Noticias]
Etiquetas:,

Cesária Évora, uma das maiores cantoras de Cabo Verde, faleceu hoje aos 70 anos de idade e depois de ter anunciado a sua retirada dos palcos em Setembro deste ano.  A data das exéquias ainda não é conhecida, mas no dia será decretada tolerância de ponto em São Vicente, caso o funeral seja realizado depois das 48 horas de luto nacional decretadas pelo Governo.

As reacções à morte de Cize não param de chegar um pouco de todo o mundo.

Para o Primeiro-ministro, José Maria Neves, a Cesária Évora é uma estrela que nunca se vai apagar e ficará “eternamente na memória” dos cabo-verdianos.

A RCV, avançou a informação de que o PM afirmou que a partir das 00h00 de domingo serão decretadas 48 horas de luto nacional. E caso o funeral não for realizado dentro de 48 horas,no dia das exéquias da diva será decretada tolerância de ponto em São Vicente. As cerimónias fúnebres da diva serão asseguradas pelo Estado.

JMN afirmou que Cize era um “nome cintilante da cabo-verdianidade” e acrescentou: “estamos a ver o que podemos ainda fazer para eternizar o nome de Cesária (para além do luto nacional)”.

O Presidente da República de Cabo Verde recebeu a notícia hoje com grande consternação. Para Jorge Carlos Fonseca, Cesária Évora foi “uma das grandes referências da cultura nacional”.  “Quando pensamos em Cabo Verde seguramente pensamos em Cesária Évora,” afirmou o Presidente.

O PR, que esteve com a Cize no dia do 70º aniversário da cantora, recebeu hoje com pesar a notícia, já que “nada fazia prever” o que acabou por acontecer.

JCF afirmou que tudo fará para estar presente nas cerimónias fúnebres em São Vicente.

Mário Lúcio, ministro da Cultura afirmou em declarações à imprensa que o Governo está a preparar as exéquias juntamente com os familiares da diva.

“Cesária deve ser homenageada de todas as formas que engrandecem o povo cabo-verdiano”, afirmou o Mário Lúcio, que já partilhou os palcos com a diva enquanto músico.

“Cesária, para além de cantora, era uma alma que cantava musica para todos” lembrou com profundo pesar o ministro que afirmou ainda que Cize era “um exemplo de vida”, uma pessoa de “enorme generosidade” que soube lidar com todos os momentos da vida.

O Presidente da Assembleia Nacional, Basílio Ramos, lembrou neste momento de dor, a mulher simples que foi Cesária Évora. “Cabo Verde fica mais pobre”, afirmou Basílio Ramos e acrescentou que a diva “deixa um grande legado que ficará na história”.

Para o Presidente da AN, Cesária Évora “levou o nome de Cabo Verde a todos os cantos do mundo” e recordou que o país tem uma grande dívida com a cantora.

O maior partido da oposição, MpD, em comunicado “manifestou a sua profunda consternação pelo desaparecimento físico de Cesária Évora … uma das maiores expoentes da cabo-verdianidade”.

Segundo o mesmo documento, para o presidente do Movimento para a Democracia, Carlos Veiga, Cize “soube com a sua voz encantar-nos e encantar o mundo” levando com a sua voz a alma cabo-verdiana aos quatro cantos da terra, projectando desse modo o nome e a imagem de Cabo Verde e reforçando o nosso orgulho nacional.

Para Veiga, a diva foi uma grande senhora e cidadã, simples e sempre preocupada com os problemas do dia-a-dia da sua comunidade, do seu Cabo Verde, que cantou com mestria e alma.

“É a nossa grande perda… a nossa voz que se cala!”, disse Filomena Silva, directora do jornal “A Semana” à Rádio Renascença. Filomena confirmou ao órgão de comunicação social a morte de Cesárias pelas 11h50 e descreveu o ambiente de consternação e tristeza.

Para Celeste Correia “há grandes vozes, mas há vozes inultrapassáveis”, afirma a ex-deputada do parlamento português.

“Recebi a notícia com grande tristeza, a sua morte foi muito sentida, telefonámos uns aos outros e quase estávamos em estado de choque. É uma grande perda para Cabo Verde e para os cabo-verdianos,” disse Celeste Correia.

Mário Matos, ex-deputado nacional, recebeu a notícia via telefone e foi “um choque”. “Ela tinha estado doente antes, mas a Cesária era uma mulher muito forte”, explica Mário Matos.

“Pessoas como ela são vampirizadas, todos vêm dizer que eram amigos de infância. Mas lembro-me de uma vez estar em sua casa e perguntar-lhe se m conhecia, e ela respondeu: “Bo ê um daquês mocinhe de senhor Mário Matos,”recorda o ex-deputado.

“É uma enorme perda para Cabo Verde e para o mundo. Poucos cabo-verdianos ultrapassaram os horizontes de Cabo Verde; a sua postura, para além da sua voz, a sua grande humanidade filosófica, irão perdurar. Como passara fome na juventude, tinha sempre a mesa posta em sua casa. O mundo está neste momento a sentir a sua falta,” concluiu.

Para o presidente da Associação Cabo-verdiana de Lisboa, Rui Machado, “ninguém como ela (Cesária) foi embaixadora do nosso país”. O representante da associação recebeu com imensa tristeza a notícia “não só por sermos conterrâneos da mesma idade, mas pela grande admiração, pelo talento, e tudo o que Cesária fez por Cabo Verde.

Rui Machado, que era amigo de Cize, acredita que “São Vicente em peso vai estar no funeral, e nós todos, onde quer que estejemos, estaremos também em pensamento.” E acrescenta: “a sua morte deixa um vazio enorme na cultura de Cabo Verde, ninguém como ela foi embaixadora do nosso país, da nossa cultura, no mundo. É como a Amália Rodrigues em Portugal.”

O artista plástico David Levy Lima recebeu a notícia “como um soco no estômago” hoje pela RDP.

“Temos todos que tecer um louvor pelo seu desempenho a nível pessoal e a repercussão na cultura de Cabo Verde, não só na música, mas nas artes; o trabalho dela levou o nome de Cabo Verde a todo o mundo, deu um grande contributo para o reconhecimento do nome de Cabo Verde. A música de Cabo Verde está bem entregue com novas vozes, mas o trabalho de Cesária abriu as portas, pôs Cabo Verde nas bocas do mundo,” afirma o artista.

O Secretário de Estado da Cultura de Portugal, Francisco José Viegas, lamentou o falecimento da artista e afirmou que “Cesária Évora foi uma das vozes mais expressivas e originais da música mundial. “A qualidade da sua voz era de alcance universal, e o reconhecimento internacional que obteve comprovou isso mesmo,” concluiu.

Fonte: http://cesariaevora.sapo.cv/noticias/1208005.html

Enquanto se festejava o apuramento da Seleção Nacional para o Euro 2012, Carlos Martins vivia o momento mais difícil e doloroso da sua vida. O seu filho, Gustavo, que fez ontem (dia 17) três anos, sofre de Aplasia Medular, ou seja, a sua medula óssea deixou de produzir os componentes sanguíneos necessários. Há já vários meses que a criança estava a ser acompanhada pelos médicos, mas teve uma recaída, precisamente enquanto o pai estava ao serviço da equipa nacional.

Depois da solidariedade demonstrada pelos jogadores e pelo treinador Paulo Bento, foi o próprio Carlos Martins que veio apelar publicamente para tentar encontrar um dador de medula óssea compatível, já que esta é a única solução possível para salvar Gustavo.

A família criou uma página no facebook para ajudar Gustavo:

facebook.com/vamosajudarogustavo

Seis zonas espectáculo para ver a prova

Estes são os locais aconselhados para assistir à passagem dos concorrentes. E não se esqueça que a segurança da prova começa em si!

ZE 1/SA 1 – PORTALEGRE (39 14 758N / 07 27 506W)

Localização: Próxima do centro de exames de Portalegre (IP2).

Características: Passagem de água, seguida de salto a anteceder a chegada.

Acessos: Próximo de Portalegre, junto ao IP2 (km 179), acesso a pé (300m). Estacionamentos junto ao IP2, seguir as indicações ZE1

28/10: Prólogo – 1ª Moto: 08h00; 1º Auto: 15h00

29/10: Final da prova – 1ª Moto: 14h00; 1º Auto (SS2): 09.45h; 1º Auto (SS3): 15h45

ZE 2 – MONTE DA PEDRA/CRATO (39 21 989 / N07 44 848W)

Localização: Campo de futebol de Monte da Pedra.

Características: Zona artificial com um gancho, algumas curvas e um salto.

Acessos: Existem vários acessos a esta localidade, desde o IP2, por Gafete seguir as indicações Monte da Pedra. Desde Portalegre, via Crato, seguir as indicações para Monte da Pedra. Na povoação seguir as indicações ZE2.

29/10: 1ª Moto (km 47): 09h30; 1º Auto SS3 (km 47): 13h00

ZE 3/SA 3 – TERMAS DA FADAGOSA DE NISA (39 31 498N / 07 47 118W)

Localização: Junto ao IP2, próximo da barragem do Fratel.

Características: Zona artificial com varias características da prova. Boa visibilidade. A Câmara Municipal de Nisa realizou um excelente trabalho para permitir ao público um local agradável com apoios de bares e estacionamento fácil.

Acessos: Vindo de norte, pelo IP2 e após passagem pela Barragem do Fratel, virar à esquerda direcção Monte Claro/Albarrol. 2 km depois chega à ZE3. Do sul, seguir pela IP2 em direcção à A23/Barragem do Fratel e virar à esquerda, direcção Monte Claro/Albarrol/ Nisa, 400 metros depois virar à direita para estrada secundária. Mais 400 metros e chega aos estacionamentos da ZE3.

29/10: 1ª Moto (km 75): 10h00; 1º Auto SS3 (km 75): 13h25

ZE 4 – QUINTA DA MARGALHA/GAVIÃO (39 25 763N / 07 54 672W)

Localização: Quinta da Margalha.

Características: Zona artificial com algumas curvas e um salto. Boa visibilidade.

Acessos: Vindo de norte, pela A23, sair para Mouriscas ou Portalegre ( IP2 ), e seguir as indicações para Gavião (EN 118). Próximo desta localidade seguir pela EN 244 para Ponte de Sôr e um pouco mais à frente seguir direcção Vale da Vinha. A ZE encontra-se imediatamente a seguir ao desvio. Vindo de sul por Ponte de Sôr seguir pela EN244 para Gavião, antes da povoação seguir direcção Vale da Vinha. Já próximo do local seguir indicações ZE4

29/10: 1ª Moto (km 100): 10h25; 1º Auto SS3 (km 100): 13h40

 ZE 5 – PONTE DE SÔR (39 16 291N / 08 01 231W)

Localização: Zona Industrial.

Características: Zona artificial com boa visibilidade. Piso arenoso, bons acessos.

Acessos: Próximo de Ponte de Sôr, seguir as indicações para Zona Industrial e ZE5.

29/10: 1ª Moto (km 131): 10h45; 1º Auto SS2 (km 131): 14h00

ZE 6 – SOUSEL (38 57 651N / 07 41 388W)

Localização: Junto ao antigo campo de futebol.

Características: Zona artificial com algumas curvas e um salto. Boa visibilidade num ponto elevado.

Acessos: Vindo de sul, pela A6, sair para Estremoz e seguir direcção Sousel pela EN 245 ou pelo IP2. Em Sousel seguir direcção Avis e Figueira e Barros. À saída de Sousel encontra a ZE. Vindo de Portalegre pelo IP2 seguir direcção Sousel e as indicações acima referidas. Na povoação seguir as indicações ZE6.

29/10: 1ª Moto (km 303): 12h50; 1º Auto SS2 (km 80): 08h40

Ver Mais aqui…

Fonte: bajaportalegre500

“Estamos cá para deixar uma marca no universo”

Visionário, criativo, irascível, místico, carismático, um dos maiores inovadores, senão o maior, da era digital. Morreu aos 56 anos e deixou a sua marca na vida de milhões de pessoas.

Saiu de cena há menos de dois meses com uma missiva curta e directa: “Sempre disse que se chegasse o dia em que não conseguisse cumprir com as minhas funções e expectativas como presidente executivo da Apple, seria o primeiro a informar-vos. Infelizmente, esse dia chegou”.

Ontem à noite, Steve Jobs não resistiu mais à doença contra a qual lutou desde 2004, um cancro no pâncreas.

A sua morte acontece no dia a seguir à estreia do seu sucessor, Tim Cook, no palco dos lançamentos da Apple que Jobs tornou míticos. Uma espécie de última homenagem ao homem que revolucionou não apenas uma indústria, mas a forma como as pessoas comunicam e se relacionam no século XXI.

Jobs foi quase sempre precoce. Nasceu em 1955, em São Francisco, cidade que seria capital, na sua adolescência, do movimento hippie. Ainda na escola telefonou um dia ao então presidente da HP, William Hewlett, o próprio, para lhe pedir peças para um projecto que queria desenvolver.

Conseguiu não só as peças como um estágio de verão na empresa. Fã de Bob Dylan e também dos Beatles, Jobs cresce num ambiente favorável à sua natureza anti status quo que ao longo dos anos iria reforçar.

Foi adoptado por Clara e Paul Jobs que prometeram à sua mãe biológica, Joanne Simpson, dar uma educação universitária a Steve. As coisas não correram exactamente como planeado: ao fim de um semestre, Jobs desistiu do Reed College. Um dos seus primeiros empregos foi como designer de jogos para vídeo na Atari, emprego esse que viria a deixar para poder viajar para a Índia.

Fundou a Apple com apenas 21 anos, em sociedade com o amigo Steve Wozniak, e foi pai pela primeira vez aos 23 anos, de uma rapariga, Lisa, cuja paternidade negou durante vários anos. Posteriormente teve mais três filhos no seu casamento com a actual mulher, Laurene Powell.

O primeiro produto Apple – o Apple 1 – foi construído na garagem dos pais de Steve Jobs, como mandam as boas novelas épicas de negócios do século XXI ( e de sempre). O sonho americano começava em 1976 e o financiamento foi parcialmente obtido com a venda de uma carrinha VW de Jobs. O Apple 1 era garantidamente uma proposta diferente: não tinha teclado nem ecrã, tinha de ser montado pelos clientes e custava 666.66 dólares.

No ano seguinte, os dois sócios apresentaram o Apple II que foi recebido com grande entusiasmo. Era o princípio de uma nova era suportada em evidências hoje tão banais quanto o facto de as pessoas preferirem usar um rato para interagir com o computador e poderem clicar em imagens “para fazer coisas” em vez de escrever textos com instruções à máquina. Os interfaces gráficos assumiam-se, assim, desde o primeiro momento como uma poderosa arma Apple. Depois de um bem sucedido lançamento do Macintosh em 1984, Jobs sairia da Apple em 1986 na sequência de confrontos regulares com colegas e com o CEO que ele próprio tinha ido recrutar à Pepsi, John Sculley .

O que poderia ser para muitos um fim de linha, revelou-se para Jobs um novo começo.

Fundou a NeXT e seguiram-se 10 anos de um outro caminho, à margem da Apple, onde conheceria momentos de extraordinária oportunidade, como foi o da compra dos estúdios Pixar a George Lucas, ainda antes de sucessos como Toy Story.

Em 1996, num volte-face digno dos filmes, a Apple compra a NeXT e Jobs está de regresso à sua criação original. Mais velho, mais experiente e igual e em tudo o resto, Jobs inicia à frente da Apple uma nova e genial etapa, em que seriam criados alguns dos objectos e plataformas que moldam o mundo de hoje: iTunes (2003), Iphone (2007), App Store (2008), iPad (2010).

Jobs deixa uma empresa que vende mais 275 milhões de iPods 100 milhões de iPhones e 25 milhões iPads em todo o mundo. Deixa mais do que isso: uma visão e um exemplo de que é mesmo possível mudarmos o mundo.

Fonte: @SAPO

Reportagem com os brinquedo do Markl

Posted: 22 de Setembro de 2011 in [Humor], [Informação]
Etiquetas:, ,

Fiquei impressionado com a quantidade e variedade de brinquedos, nesta reportagem da revista Sábado, que foi feita ao grande humorista, Nuno Markl

Confirmem neste link

Há cerca de uma semana, vi uma reportagem na TV que indicava que a maioria dos portugueses ainda não estava bem esclarecido sobre o TDT. Hoje, enquanto passava os olhos pelo meu twitter, deparei-me que a Anacom tinha disponibilizado um Guia TDT que prepara os utilizadores para a televisão digital terrestre.

Alguns pontos interessantes do Guia TDT

É tempo de uma nova televisão

  • Mais do que um simples salto tecnológico, a televisão digital terrestre (TDT) representa um salto qualitativo, garantindo melhores condições de som e imagem, para além de novas funcionalidades, a quem só recebe os quatro canais nacionais – RTP1, RTP2, SIC e TVI.
  • Com a TDT, os residentes nas Regiões Autónomas vão passar a aceder aos cincos canais – os quatro nacionais e o regional.
  • Até Abril de 2012, as emissões de televisão analógica chegam ao fim em todo o País,  por fases e por regiões. O início do processo foi a 12 de Maio de 2011, em Alenquer.
Verifique como vai receber a TDT em sua casa

Ligue grátis 800 200 838, para saber se está numa zona de recepção directa – “zona tdt” – ou de recepção por satélite – “zona dtH” – e que equipamento pode utilizar em sua casa.

  • Se estiver numa zona “tdt”Veja se no manual técnico, junto à marca ou na parte de trás do seu televisor
    encontra as seguintes referências: dvb-t e MPEg4/H.264. Encontrou? Então o seu
    televisor está apto a receber a TDT.
    Basta agora, para ver TDT, alterar a recepção para digital e sintonizar automaticamente os canais.
  • Se estiver numa zona “tdt” e nao tiver as referencias dvb-t e MPEg4/H.264Verifique se tem uma entrada SCART (21 pinos) ou HDMI, como estas:

Restante Informação veja AQUI

Fonte: pplware.sapo