Arquivo de Abril, 2011

Livros espalhados dos museus aos parques e jardins.
Este sábado, 23 de abril , comemora-se o Dia Mundial do Livro. Uma data assinalada desde 1996 por iniciativa da Unesco e escolhida para honrar a velha tradição catalã segundo a qual, neste mesmo dia, os cavaleiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha de São Jorge e recebem em troca um livro. Recentemente até, a troca de uma rosa por um livro tornou-se uma tradição em vários países do mundo. A Portugal esta tradição parece ainda não ter chegado, mas desde há muito que o livro tem vindo a ser objeto de estudo e análise, muito para lá da sua leitura. O incentivo à leitura é, aliás, uma prática que qualquer Governo pretende promover e é talvez por isso que o Ministério da Cultura promove uma ação em torno da importância do livro e da leitura, em museus, palácios e monumentos sob a sua tutela, onde serão oferecidos cerca de dois mil livros aos visitantes. Entre os livros a distribuir estão obras como Os Lusíadas ou O Primo Basílio. E se é já na próxima semana que arranca também mais uma edição da Feira do Livro, é também na próxima semana que o EDUCARE.PT vai publicar uma reportagem com os livros que preenchem as vidas de vários alunos portugueses distinguidos por mérito escolar.

Os livros dos alunos distinguidos
Nesta reportagem vai poder perceber, por exemplo, qual o clássico da literatura portuguesa que mais marcou um dos alunos vencedores do Prémio faz «Portugal Melhor», atribuído pelo «Ciência Hoje» a um projeto intitulado “Palpita-me”. O projeto envolveu alunos de uma escola de Aveiro e, entre dados com chamadas de atenção para os problemas cardiovasculares no nosso país, destaque para a construção de um eletrocardiógrafo. Poderia o João Ramos, um dos alunos envolvidos e premiados, preferir um qualquer livro de aventuras… mas em vez disso escolheu um de Eça de Queirós. O João Ramos tem 16 anos e já frequenta o primeiro ano de Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.

Literatura infantojuvenil ou só… literatura?
E isto da leitura e da literatura não tem idades. Prova disso é o que diz ao EDUCARE.PT o escritor Álvaro Magalhães. Um dos autores do livro Histórias e Canções em Quatro Estações refere que “não podemos escrever para crianças como se isso fosse uma coisa menor ou como se elas não percebessem o que querem os escritores contar”. Esta é uma das opiniões que mais circula entre quem está habituado a escrever literatura infantojuvenil . Mais. Neste Dia Mundial do Livro muitos vão colocar a questão da divisão entre literatura infantojuvenil ou simplesmente literatura, a propósito da forma de catalogar as coisas no setor .

Mais iniciativas
Das várias iniciativas marcadas para este sábado, e para lá da já referida distribuição gratuita de livros em alguns museus, fique atento aos parques e jardins por onde passear, já que vai poder encontrar exemplares da revista Ler espalhados ao acaso.

Anúncios

Primeiro avião já descolou de Beja

Posted: 13 de Abril de 2011 in Uncategorized
Etiquetas:,

Apesar de ainda não estar certificado, nem a operar, aeroporto funcionou esta tarde para o primeiro voo.

Quase 70 passageiros partiram esta quarta-feira, ao final da tarde, rumo a Cabo Verde, a bordo do primeiro avião comercial a descolar do aeroporto de Beja, um Boeing da companhia cabo-verdiana TACV.

À hora prevista, cerca das 18h20, o avião abandonou a placa de estacionamento do aeroporto e dirigiu-se para a pista militar da Base Aérea n.º 11, de onde descolou para Cabo Verde.

O embarque dos passageiros foi efectuado enquanto decorria a cerimónia simbólica que assinalou o primeiro voo a partir do aeroporto de Beja, a que assistiram o ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, António Mendonça, e o secretário de Estado Adjunto, das Obras Públicas e Comunicações, Paulo Campos.

Apesar de o aeroporto de Beja ainda não estar certificado, nem a operar, funcionou hoje para realizar o primeiro voo excepcional, com destino ao município cabo-verdiano de São Filipe, na ilha do Fogo.

O voo, promovido pela Câmara de Ferreira do Alentejo, é o ponto de partida para uma viagem de oito dias, com regresso no dia 20, para assinalar a geminação entre o município alentejano e o de São Filipe.

No voo embarcaram 67 passageiros – 40 convidados da missão empresarial e institucional e 27 turistas cabo-verdianos – que compraram bilhetes através dos operadores turísticos que comercializaram a viagem.

O novo aeroporto só voltará a funcionar em Maio e a ANA – Aeroportos de Portugal garante que já existem interessados em viajar a partir de Beja.

O presidente da ANA alertou que o aeroporto de Beja é «fundamental» para o desenvolvimento da região, mas «não é suficiente», porque uma infra-estrutura aeronáutica «só por si não gera tráfego».

Esta tarde, no local, marcaram presença alguns dirigentes da Associação Sindical dos Profissionais da Policia (ASPP/PSP) para manifestar o seu descontentamento em relação ao duplo policiamento efectuado hoje pela GNR e PSP no aeroporto.

«Hoje, há mais policiamento neste aeroporto do que vulgarmente em qualquer outro aeroporto do país e até diria dos aeroportos mais movimentados da Europa», disse à Lusa o vice-presidente das ASPP/PSP, Manuel Morais, mostrando-se «indignado» com o «grande dispositivo da GNR num aeroporto cuja segurança foi atribuída à Polícia», alegou.

Fonte: Agência Financeira

Democracia aparente

Posted: 8 de Abril de 2011 in [Pensamentos]
Etiquetas:

O grande mal que pode acontecer às democracias — e penso que todas elas sofrem em maior ou menor grau dessa doença — é viverem da aparência. Isto é, desde que funcionem os partidos, a liberdade de expressão, no seu sentido mais directo e imediato, o Governo, os tribunais, a chefia do Estado, desde que tudo isto pareça funcionar harmonicamente, e haja eleições e toda a gente vote, as pessoas preocupam-se pouco com procedimentos gravemente antidemocráticos.

Público, Lisboa, 10 de Maio de 1992
In José Saramago nas Suas Palavras