Arquivo de Agosto, 2010

Listas de ordenação, colocação e não colocação de Destacamento por Ausência de Componente Lectiva30/08/2010
Listas Definitivas de Destacamento por Condições Especificas (DCE) – Ordenação e Exclusão30/08/2010
Listas Definitivas de Destacamento por Condições Especificas (DCE) – Colocação e Não Colocação30/08/2010
Listas Definitivas de Necessidades Transitórias – Contratação – Ordenação e Exclusão30/08/2010
Listas Definitivas de Necessidades Transitórias – Contratação – Colocação e Não Colocação30/08/2010
Listas de Renovações30/08/2010
Listas de Desistências30/08/2010
Listas de Retirados30/08/2010

Fonte: Direcção Geral dos Recursos Humanos da Educação

Empresa já é a 4ª mais atacada no mundo e especialistas prevêem que ataques se intensifiquem.

O phishing é uma técnica usada pelos criminosos para obter dados pessoais dos incautos na Internet, para os usarem de forma criminosa. Em Portugal ficou conhecido depois de vários ataques a clientes de instituições bancárias, mas afecta também outros domínios. Se tem Facebook, tenha cuidado, pois pode ser um dos potenciais alvos. É que as redes sociais também foram vítimas de um intenso ataque, estando o Facebook em quarto lugar.

De acordo com um relatório da BitDefender relativo ao primeiro semestre de 2010, verifica-se «um aumento considerável» do malware, ou seja, de software destinado a infiltrar-se no sistema de computadores alheios de forma ilícita, com fins maliciosos.

As instituições financeiras foram o alvo preferido dos ciberdelinquentes, perfazendo um total de 70% do total das mensagens de phishing. Os criminosos recorrem frequentemente ao phishing junto dos clientes da banca, enviando e-mails onde se fazem passar por bancos para conseguir dados pessoais, muitas vezes confidenciais, como códigos de segurança, que lhes permitam mais tarde movimentar as contas em seu proveito.

Mas começa também a atingir de forma significativa outras empresas. PayPal e eBay são as mais atacadas. As redes sociais também foram vítimas de um intenso ataque, estando o Facebook em quarto lugar.

«Com o Facebook a superar os 400 milhões de utilizadores, a maioria dos autores de malware irá seguramente centrar-se nas plataformas de redes sociais para lançar as suas novas criações», prevêem os especialistas da BitDefender.

O volume do spam (correio electrónico não solicitado e enviado em massa) não farmacêutico representa dois terços do total de spam detectado entre Janeiro e Junho.

O Mundial e as inundações na Guatemala foram dois dos eventos utilizados para lançar ataques de malware. Entre Janeiro e Junho o spam cresceu até representar 86% do total, devido sobretudo ao aumento do spam farmacêutico, que passou de 51% para 66%

Quanto aos países mais activos, a China e a Rússia estão na liderança, como os países que mais malware albergam, com 31% e 22% respectivamente.

Fonte: Agência Financeira

O crescimento da comunidade frutifica no indivíduo um interesse novo que o aparta da sua pena pessoal, da sua aversão à sua própria pessoa. Todos os doentes aspiram instintivamente a organizar-se em rebanhos, o sacerdote ascético adivinha este instinto e alenta-os onde quer que haja rebanhos, o instinto de fraqueza forma-os, a habilidade do sacerdote organiza-os. Não nos enganemos: os fortes aspiram a separar-se e os fracos a unir-se; se os primeiros se reúnem, é para uma acção agressiva comum, que repugna muito à consciência de cada qual; pelo contrário, os últimos unem-se pelo prazer que acham em unir-se; porque isto satisfaz o seu instinto, assim como irrita o instinto dos fortes. Toda a oligarquia envolve o desejo da tirania; treme continuamente por causa do esforço que cada um dos indivíduos tem que fazer para dominar este desejo.

Autor: Friedrich Nietzsche, in ‘Genealogia da Moral’

Operadoras passam a ser obrigadas a prestar este serviço gratuitamente após o período de fidelização.

Desbloquear um telemóvel é mais fácil e barato a partir desta segunda-feira, dia em que entram em vigor as novas regras. Agora, a lei estipula que o período máximo de fidelização não pode ir além dos dois anos e que as operadoras não podem cobrar nada pelo desbloqueio do telemóvel a partir desse período.

Mas há mais: o decreto-lei 56/2010, publicado a 1 de Junho, fixa ainda limites para aquilo que as operadoras podem cobrar para desbloquear os aparelhos ainda antes de terminar o período de fidelização, que vincula os clientes a uma dada empresa.

Assim, se o consumidor quiser rescindir o contrato nos primeiros seis meses do período de fidelização, a operadora não pode cobrar mais do que o valor do telemóvel, deduzido do valor já pago pelo utente.

Se já tiverem decorrido os primeiros seis meses mas ainda não tiver passado um ano do período de fidelização, a operadora não pdoerá cobrar mais de 80% do valor do telemóvel, deduzido do que o cliente já tiver pago.

E se o cliente quiser rescindir no segundo ano do período de fidelização, a empresa não pode cobrar mais do que 50% do valor do equipamento, também deduzido do valor pago pelo cliente.

Uma vez pedido o desbloqueio, a operadora tem de o fazer num prazo máximo de cinco dias.

Veja Decreto-Lei aqui

Fonte: Agência Financeira

A prova de rendimentos dos beneficiários que recebem apoios sociais vai passar a ser entregue obrigatoriamente pela Internet, mas o Governo garante que nenhum cidadão ficará impossibilitado de a realizar em caso de dificuldades.

A partir deste ano a entrega da prova de rendimentos, que geralmente ocorre durante o mês de setembro, será feita através da Segurança Social Direta, uma decisão que, segundo uma nota do Ministério do Trabalho e da Segurança Social (MTSS) enviada à Lusa, está a ser acompanhada de medidas de apoio para ajudar os beneficiários na realização do novo procedimento.

A informação de que a entrega desta prova será feita através da Internet foi hoje noticiada pelo jornal Público.

Esta prova de rendimentos é necessária para os beneficiários do rendimento social de inserção, subsídio social de desemprego ou abono de família.

Contudo, adianta a mesma nota do ministério, para que nenhum cidadão fique impossibilitado de realizar este procedimento por dificuldades, as medidas criadas serão de apoio telefónico e presencial.

A prova de Condição de recurso poderá ser efetuada pelo próprio beneficiário, nas Lojas do Cidadão (desde que apetrechada com quiosque de acesso à Segurança Social Direta) ou em qualquer Serviço de Atendimento da Segurança Social.

“O MTSS tem consciência de que algumas famílias abrangidas por este decreto-lei terão dificuldades em enviar esta informação pela Segurança Social Direta, quer porque têm dificuldades em compreender o tipo de rendimentos a declarar, quer porque não possuem os meios tecnológicos para efetuar a prova, porque desconhecem o manuseamento desta funcionalidade”, é referido na mesma nota.

Para fazer face a estas dificuldades, adianta, foi alargado o horário de atendimento do contat center para as 22 horas para esclarecimento de dúvidas e reforçados os Serviços de Atendimento da Segurança Social com Quiosques de acesso à Segurança Social Direta, onde os beneficiários sem acesso à internet ou com dificuldades de preenchimento da prova, poderão realizar a sua prova de rendimentos, com apoio presencial de técnicos habilitados.

No caso de beneficiários de Rendimento Social de Inserção, a prova será realizada com o apoio das técnicas de ação social que normalmente acompanham estes beneficiários.

O ministério adianta ainda que alguns Serviços de Atendimento da Segurança Social irão abrir ao sábado, apoiando assim a realização da prova presencialmente, ainda que pelo canal referido (Internet).

O número de serviços que estarão abertos ao sábado ainda não esta definido, segundo disse à Lusa o gabinete de imprensa do MTSS.

Também para fazer o acompanhamento desta nova medida, o ministério refere que foi realizado um protocolo com o Instituto Português da Juventude, para que nos Serviços de Atendimento da Segurança Social localizados em zonas mais criticas, os jovens voluntários possam prestar apoio na realização da prova, à semelhança do que já foi realizado no Complemento Solidário para Idosos.

Paralelamente a estas medidas, refere ainda o MTSS na nota enviada à Lusa, será efetuada uma campanha de sensibilização e de informação da necessidade de realização desta prova.

F0nte: SOL

Turistas viajam em massa para fora do país nesta época do ano, intensificando circulação de notas falsificadas. Saiba o que fazer para não ser enganado.

Notas falsas circulam mundo fora durante todo o ano. Mas o Verão é uma altura especialmente crítica, já que se intensifica o uso de moedas estrangeiras no mercado nacional. E se esta época do ano convida à distracção, no que toca a dinheiro a coisa é bem diferente. Mais vale estar de olhos bem abertos.

Em primeiro lugar, antes de viajar, tente familiarizar-se com a moeda do país de destino. Nada como efectuar o câmbio no banco habitual, assim como realizar pesquisas sobre a moeda. A Internet é uma ferramenta muito útil, onde encontra imagens detalhadas das notas, assim como o câmbio actualizado. Aqui ficam outros conselhos da empresa especializada em tecnologia de tratamento de numerário e spin-off da britânica De la Rue:

Consulte o site do banco central do país de destino: aí pode encontrar recomendações e conselhos sobre as características da moeda local e os principais riscos inerentes à sua utilização.

É melhor cambiar uma parte do dinheiro em Portugal e o restante no país de destino:
uma operação mais prática, consoante o destino de férias. É que evita o stress e a preocupação de viajar com grandes quantias em dinheiro.

Leve uma tabela de equivalências das diferentes quantias úteis entre o euro e outra moeda: uma lista simples que vai facilitar e agilizar as transacções, não esquecendo que pode consultar os câmbios actualizados em tempo real na Internet.

Verifique sempre o câmbio em qualquer transacção: esta é uma das práticas imprescindíveis. Há que analisar em detalhe as diferentes notas e moedas. Ao comprar um produto, podemos receber moedas de aspecto similar, mas com menor valor ou uma nota falsa misturada com outras reais.

Em caso de dúvida perante uma nota suspeita, peça uma segunda opinião:
nem que seja de alguém que o acompanhe, mas se possível peça um conselho a profissionais de segurança; em última instância, pode sempre não aceitar o dinheiro.

Se tiver a certeza de ter em mãos uma nota falsa, dirija-se sempre a uma entidade financeira. São essas instituições as que possuem mecanismos específicos de detecção e que podem ter influência para que a nota seja retirada de circulação e entregue ao Banco Central.

Note-se que actualmente há mais notas e moedas em circulação do que em qualquer outra época da história. Só na Europa, o valor em euros do numerário em circulação triplicou nos últimos sete anos.

Para se ter uma ideia, no ano passado, a emissão de notas aumentou para 10.900 milhões de unidades, mais 41% em relação ao ano anterior, segundo os dados do Banco Central Europeu (BCE).

Para examinar notas clique aqui

Fonte: Agência Financeira

Filarmonica Gil – Deixa-te Ficar na Minha Casa

Posted: 27 de Agosto de 2010 in Música
Etiquetas:,

Fonte: Youtube